Documentação para financiamento imobiliário

O sonho de comprar um imóvel muitas vezes passa pelo caminho de um financiamento imobiliário. E isso costuma ser um ponto de interrogação para os candidatos a proprietários.

Um crédito imobiliário propicia ao comprador a opção de pagar pela moradia em diversas parcelas no decorrer de alguns anos.

Nesse processo, as instituições financiadoras constroem um programa com base no perfil de cada tipo de consumidor. Para isso, os interessados precisam se encaixar nas regras estabelecidas para a concessão do crédito, como renda mensal, valor mínimo da compra, taxas de juros, tipo do imóvel e llimite de crédito.

Os financiamentos imobiliários podem ser realizados em bancos públicos ou privados por meio de programas do governo como o Minha Casa Minha Vida. Além disso, é possível conseguir crédito pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e o pró-cotista do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Entre as dúvidas mais frequentes está a documentação para financiamento imobiliário. E não é para menos, a apresentação dos documentos ajuda a determinar se a pessoa está apta ou não para pagar as parcelas do imóvel.

Há uma lista padrão de itens que devem ser apresentados nas instituições financeiras, mas cada instituição pode requisitar documentos a mais.

Saiba quais são os documentos necessários para um financiamento.

Documentos pessoa física

• RG e CPF;
• Certidão de nascimento;
• Comprovante de renda e endereço atualizados;
• Certidão de débitos e tributos federais;
• Certidão de casamento;
• Documentos pessoais do cônjuge, caso o solicitante seja casado.


Documentos pessoa jurídica

• Cadastro dos sócios e cônjuges;
• Pagamento da tarifa cadastral (em alguns casos);
• CNPJ atualizado;
• Alvará de funcionamento;
• Contrato social, ata de constituição e estatuto ou declaração de empresário (registrado na Junta Comercial).


Documentos do imóvel

Tanto para pessoas físicas quanto jurídicas, na solicitação de um financiamento imobiliário são exigidos os documentos do imóvel para especificar o tipo de propriedade. Para isso, as agências, geralmente pedem matrícula do imóvel e certidão do IPTU.

Lembrando que as instituições financeiras podem requisitar documentos a mais, então, sempre procure informações atualizadas e diretamente na fonte.


Convém destacar que a tão famosa taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia), está no menor patamar da história no país, impactando diretamente os custos para financiamento de imóveis. Quando a taxa Selic cai, os juros de financiamento também caem, facilitando o acesso ao financiamento do tão sonhado imóvel próprio.

Esperamos que as informações sejam úteis e ajudem a esclarecer dúvidas sobre a documentação necessária para financiamento imobiliário.

Saiba que pode contar com a ajuda da Jair Amintas Netimóveis na busca do imóvel no perfil que procura e para esclarecer dúvidas quanto ao financiamento imobiliário. Sempre que precisar de qualquer informação, fique à vontade para entrar em contato. Nosso WhatsApp é (38) 3201-2333.

Recomende esse conteúdo para quem você acha que pode se beneficiar com a informação e compartilhe a sua opinião nos comentários.

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s